Saiba quais são os custos e dicas para abrir um pet shop

Vejas as dicas es custos para abrir um pet shop

Montar um novo negócio requer muita pesquisa e planejamento, afinal, é importante que a saúde do empreendimento seja positiva. O mesmo vale também para quem quer abrir um pet shop. Aqueles que não tem os conhecimentos necessários, podem buscar ajuda junto aos profissionais especializados ou mesmo instituições como o Sebrae. Eles irão fornecer os dados fundamentais para a elaboração de um plano ou modelo de negócio.

Antes de abrir um pet shop, o empreendedor precisa considerar as informações relevantes sobre o segmento, por isso a investigação e elaboração de um projeto são de extrema necessidade. Para se ter uma ideia, a população de animais domésticos, como gatos e cachorros, cresce cerca de 5% por ano no Brasil. Isso representa mais um total de 106 milhões de animais domésticos.

Com isso, o Brasil ocupa uma das primeiras posições no ranking mundial. Antes de ingressar nesse mercado é importante que o candidato participe também de seminários, workshops e demais eventos relacionados ao setor. Além dessas, confira outras dicas e custos para listamos para ajudar quem deseja abrir um pet shop:

Receba dicas de gestão para pet shop diretamente no seu email!

Trâmites burocráticos

Para se ter uma ideia, o crescimento do mercado pet no país é significativo, mais de 20%. O Decreto 40.400/95 determina o seguinte:

O pet shop, nada mais é do que uma loja que comercializa produtos de uso veterinário e de animais, podendo ser ofertado serviços de banho e tosa, por exemplo. Para realizar doação ou mesmo venda de animais domésticos, o estabelecimento precisa ter um médico veterinário à disposição, bem como estar inscrito no Cadastro Municipal de Comércio de Animais (CMCA).

A legislação ainda obriga que um médico veterinário seja o responsável técnico e o contrato deve ser apresentado ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV). O funcionamento só é autorizado mediante a licença e alvará de funcionamento, expedido pela vigilância sanitária. Outras informações podem ser obtidas no site oficial.

Requisitos para abrir um pet shop

Na hora de escolher o estabelecimento é importante levar em consideração o ponto, pois a localização é uma das regras primordiais do varejo. O acesso precisa ser fácil e a visibilidade significativa. O público-alvo deve ser considerado, ou seja, a vizinhança deve estar dentro dessas pretensões. Também é necessário verificar se a zona escolhida permite esse tipo de serviço. Possuir um estacionamento para até 3 carros pode deixar a loja mais atraente. Dessa maneira, é importante que tenha mais de 200 metros.

A loja precisa ter o piso impermeável e isso também vale para a sala de banho. Os que fornecem serviço de banho e tosa precisam de uma sala de secagem e tosa. O abrigo de animais precisa estar em instalações separadas, equipamentos de conservação de aferimento de temperatura precisam estar na refrigeração recomendada e o ambiente precisa estar sempre limpo, ventilado e sem umidade.

Equipamentos necessários

Dentre os utensílios necessários estão: secador – mínimo de 3500W – soprado (usado para liberar jato de ar), máquina de tosa profissional, adaptadores, lâminas, cercados ou gaiolas, mesa de tosa com girafa – fixas ou dobráveis -, chuveiro, caixas para transporte, toalhas, pentes, tesouras, etc.

Para se ter uma ideia, um bom kit de banho e tosa custa em média 4 mil reais.

Formalização

O empreendedor precisa observar se há algum tipo de lei específica. Além disso, deve obter o CNPJ, registro na Junta Comercial, alvará de funcionamento, cadastro INSS/FGTS, entre outros requisitos. No site do Sebrae está disponível um material com informações relacionadas, por isso vale conferir.

Investimento

Isso pode variar muito, pois as expectativas devem ser consideradas. Por exemplo, para um pet shop básico, os gastos podem chegar a 30 mil reais. Já um médio, 80 mil reais, entretanto, o investimento em um estabelecimento mais sofisticado pode ir até 500 mil ou mais. Ou seja, a localização, bem como os serviços, quantidade de funcionários e outras demandas influenciam nesses valores.

No início das atividades, o empresário deve considerar a reserva ou capital de giro, porque esse dinheiro vai ajudar a pagar as contas no início das atividades. Geralmente, o valor fica entre 20 e 30% referente ao valor do investimento. Porém, esses pormenores devem ser decididos no plano de negócio.

Observação: O mais indicado é a contratação de uma assessoria contábil especializada em contabilidade para pet shop e deixar que eles cuidem da parte legal e burocrática do empreendimento para você. A assessoria contábil pode lhe dar apoio em diversos assuntos. Um deles é a elaboração do plano de negócio, definição do tipo societário, o melhor regime tributário, contrato social, normas legais para abertura de um pet shop, dentre outros aspectos relevantes para o sucesso do empreendimento.

Post Original: Dicas e custo para abrir um banho e tosa

O que achou do post? As dicas te ajudaram? Se você ainda quer saber mais dicas para abri um pet, não deixe de conferir esse e-book com todos os passos para montar um pet shop de sucesso:

Dicas de para montar um pet shop de sucessos
rafael

Esse comentário possui 2 respostas

  1. Marcos Venício says:

    Muito bom, mas deixa eu perguntar uma coisa, e se eu só quero ter a loja, sem banho, sem animais, só os acessórios e ração. Como faço nesse caso ? O processo é o mesmo ?

Deixe um comentário

Você pode utilizar esses códigos HTML ou esses atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>