Hotel para gato e cachorro: como montar e emplacar nesse negócio

Saiba como montar um hotel para gato e cachorro e emplacar nesse negócio!

Se você está pensando em empreender no mercado pet, montar um hotel para gato e cachorro pode ser uma excelente forma de investir. Afinal, com a vida urbana cada vez mais agitada e famílias cada vez menores, quem tem bichinhos em casa muitas vezes tem dificuldade de encontrar alguém que cuide deles durante compromissos fora de casa, viagens de trabalho ou até mesmo férias. E, para os tutores de pets, não basta apenas dar abrigo e comida. O que esses clientes querem é alguém que cuide do seu animalzinho com o mesmo carinho que eles cuidam. Nesse cenário, quem está disposto a prestar serviços diferenciados já sai na frente logo de cara. É o seu caso? Então continue lendo para entender melhor sobre como montar um hotel para gato e cachorro. Mas antes de começar com as dicas propriamente ditas, vamos dar uma olhada no nosso cenário.

O mercado pet é realmente promissor?

Em todo início de negócio é absolutamente normal que você se questione ou sinta certa insegurança em relação ao passo que está prestes a dar. Principalmente, em tempos de crise como os que temos atravessado nos últimos anos. Mas quando se trata do mercado pet, os números seguem promissores, com tendência de crescimento.

Para você ter uma ideia do tamanho da população de pets no Brasil, no último senso, o IBGE contabilizou 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos. Os cães reinam em quase metade dos lares brasileiros: 43% dos domicílios têm pelo menos um representante canino. Já os gatos marcam seu território em cerca de 17,7% das residências do país.

Outro dado que chama atenção é o fato de o Brasil ocupar a segunda posição na lista dos países que mais geram receita no mercado pet. Ele se mantém atrás apenas dos Estados Unidos e supera grandes potências como Inglaterra, França e Alemanha.

hotel para gato e cachorro

Farejou uma ótima oportunidade de entrar nesse mercado com seu hotel para gato e cachorro? Então continue com a gente e vamos às dicas.

Dica 1 – Entenda seu público

Se você também é um amante de animais, entender seu público-alvo fica um pouco mais fácil. Afinal, você compreende porque cada vez mais pessoas consideram seus bichinhos como membros da família. E assim, vai fazer de tudo para que eles recebam o melhor tratamento possível no seu hotel para gato e cachorro. Mas, independente de esse ser ou não ser o seu caso, é importante saber quem são, o que sentem e como se comportam as pessoas que procuram o tipo de serviço que você quer oferecer.

Os clientes querem que o hotel cuide de seu gato ou cachorro com o mesmo carinho que eles cuidam. Afinal, os pets são os novos filhos. Sem exageros. Sozinhos, nossos 52,2 milhões de cães já ultrapassaram o número total de 45 milhões de crianças no país. Além disso, entre os domicílios que têm pets, 64% não têm crianças com menos de 11 anos de idade. Alguns dizem que para as pessoas que chegam a idade adulta ou a velhice sem ter filhos, os pets vêm pra suprir a necessidade humana de dar amor e carinho incondicional. Mas mesmo entre as famílias com crianças, os pets ocupam lugar de honra.

Dessa forma, quando deixam seus pets aos cuidados de outra pessoa, eles sentem certa dose de culpa e precisam estar absolutamente confiantes de que seus amores de quatro patas estão em boas mãos. Na prática, isso quer dizer que você precisa tranquiliza-los e sanar todas as inseguranças que eles possam ter. Por isso, nós trouxemos as dicas dois e três para te ajudar nessa missão.

Comece agora a usar o ssPet e facilite a gestão do seu pet shop

Dica 2 – Capriche na infraestrutura

Uma boa infraestrutura não necessariamente quer dizer que o espaço do seu hotel para gato e cachorro precisa ser altamente sofisticado. Mas definitivamente quer dizer que precisa ser limpo e seguro. Esses são dois fatores-chave para conquistar a confiança da sua clientela sem precisar dizer uma palavra.

Antes de comprar ou alugar um imóvel para transformá-lo em hotel para gato e cachorro, avalie cada cantinho com muito cuidado e tenha certeza de que é possível e viável fazer todas as modificações necessárias para cuidar dos animaizinhos dos seus futuros clientes. Leve em conta também quesitos como conforto térmico, entrada de luz e ventilação, além é claro da amplitude do espaço. Recomendamos um terreno com aproximadamente 500m2. Lembre-se que na estrutura do seu hotel para gato e cachorro você vai precisar de:

  • Canis
  • Gatis
  • Espaço para recreação
  • Espaço ao ar livre
  • Recepção
  • Escritório
  • Banheiros e cozinha para sua equipe

Seu hotel para cachorro e gato vai funcionar 24 horas por dia, por isso precisa ser em um lugar seguro. Tanto para seus funcionários, que vão trabalhar em turnos, quanto para os donos que vão entrar e sair na hora de levar e buscar seus bichinhos. E, é claro, para os próprios gatos e cachorros.

A sinalização da fachada é importante também, para facilitar a identificação e para ajudar a fixar a sua marca. Vale a pena investir em um bom projeto de design que deixe sua logo bem à vista. De maneira geral, o ambiente deve ser agradável aos olhos. Afinal é um hotel e não um depósito de animais. Pense com cuidado na decoração, na escolha das cores e no mobiliário adequado.

Importante: cheque com a prefeitura da sua cidade quais são os requisitos para tirar o alvará desse tipo de negócio.

Dica 3 – Escolha a sua equipe a dedo

O primeiro requisito no processo de seleção da equipe que vai trabalhar no seu hotel para cachorro e gato é, obviamente, gostar de animais e ter um carinho especial pelos felinos e caninos. Independentemente do cargo, a pessoa precisa ser paciente, cuidadosa, carinhosa, higiênica e muito responsável. Esse é outro fator-chave para conquistar a confiança dos clientes e também dos seus hóspedes. Afinal, os peludinhos não fazem questão de disfarçar quando gostam ou não gostam de alguém e demostram sinais muito claros de que foram bem ou mal tratados por aquela pessoa antes. A forma como a equipe trata os animais faz toda a diferença para a imagem do seu hotel.

Nossas sugestões de membros de equipe para um hotel para gato e cachorro são:

  • Cuidador ou recreador
  • Tratador
  • Veterinário
  • Faxineiro
  • Recepcionista
  • Gerente

Apresar de não necessariamente precisar trabalhar em regime de CLT, o veterinário precisa estar à disposição, para oferecer pronto atendimento em caso de acidentes ou outros imprevistos que envolvam a saúde e a integridade dos bichinhos.

Uma opção para reforçar a confiança dos clientes na sua equipe é oferecer monitoramento em vídeo pela internet. Assim os “papais e mamães” aflitos podem ver seus pets mesmo de longe e conferir com seus próprios olhos se está tudo ok.

Dica 4 – Monte um plano de atividades

Nenhum dono de pet que se preze gostaria de saber que seu bichinho ficou entediado e triste longe de casa. Por isso, montar um plano de atividades variadas que ajudem o cão ou gato a se divertir, gastar energia e até aprender a se comportar melhor pode ser um bom diferencial.

Conte com a ajuda de um adestrador e do seu veterinário de confiança para montar o plano de atividades do seu hotel para gato e cachorro. A programação deve incluir socialização com outros animais, brincadeiras, exercício físico, alimentação e descanso. Ter um plano estruturado ajuda o cliente a enxergar mais valor no serviço que você oferece.

Aulas de adestramento também podem ser um ótimo diferencial. Imagine o bichinho ir passar uma temporada no seu hotel para gato e cachorro e voltar mais disciplinado, sem arranhar móveis, fazendo xixi nos lugares certos, seguindo comandos e até fazendo alguns truques em troca de biscoitos.

Dica 5 – Inspire-se em hotéis para gato e cachorro que já são um sucesso

Negócios focados em pet geram lucro para empreendedores no mundo todo. O D Pets Hotel, que fica em Manhattan, é um exemplo de hotel de alto luxo para cães. Nele os valores chegam a US$200 por noite. Os hóspedes têm regalias que incluem cardápio preparado por chefs, “paticure”, massagem e suítes exclusivas no lugar de jaulas, onde os peludos podem assistir a filmes temáticos em uma TV só pra eles, deitados no conforto de camas macias e quentinhas, do tamanho de camas humanas. O primeiro D Pets Hotel foi inaugurado em Hollywood e fez tanto sucesso que a empreendedora, Kerry Brown, decidiu abrir franquia e hoje conta com cinco unidades nos Estados Unidos.

Dica 6 – Divulgue seu hotel

Depois de montar seu hotel para gato e cachorro você vai precisar focar na divulgação do seu negócio. Materiais impressos como cartazes e panfletos podem ser interessantes para divulgar seus serviços em pet shops e clínicas veterinárias. Outro jeito muito interessante de fazer essa divulgação é usar estratégias de marketing digital. Como por exemplo, criar perfis nas redes sociais mais usadas pelo seu público, investir em anúncios e mecanismos de buscas como o Google. Assim, quando seu potencial cliente buscar por hotéis para gato e cachorro na sua cidade, ele encontrará um anúncio com seu endereço, site e telefone.

Para desenvolver toda essa estratégia de comunicação você pode contar com agências especializadas, contratar freelancers ou até mesmo fazer esse trabalho por conta própria. Mas lembre-se: é um trabalho à parte e pode tirar seu tempo e energia de administrar o seu hotelzinho.

Pronto! Agora que você já sabe o básico necessário para montar e emplacar um hotel para gato e cachorro, que tal já começar a colocar em prática tudo o que você aprendeu?

Esperamos que nossas dicas tenham sido úteis. Lembre-se: qualquer dúvida ou sugestão, pode falar com a gente aqui nos comentários!

Ebook Novos Serviços em Pet Shop
evellyn

Esse comentário possui 2 respostas

  1. Adorei !parabéns

    • Thaís Fernandes says:

      Oi, Mari! Que bom que você gostou do nosso conteúdo! Fique de olho que sempre temos novidades por aqui! 😉

Deixe um comentário

Você pode utilizar esses códigos HTML ou esses atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>