Capital de giro: entenda sua importância e como administrá-lo em seu pet shop

Capital de giro entenda como administra-lo

Um empreendedor que se destaca sabe que o sucesso de seu pet shop está diretamente ligado à saúde das finanças e à boa tomada de decisões. É preciso investir de maneira responsável, a partir de uma excelente análise de cenários. Mas você sabe o que seria exatamente o capital de giro e qual a importância na sua loja? Se você quer entender melhor do que se trata e ver dicas para administrá-lo melhor, é só continuar lendo este post!

O que é capital de giro

O termo em questão se refere a um tipo de capital circulante dentro de um negócio. São os recursos disponíveis para usar nas operações do dia a dia ou em situações de urgência. Ele corresponde àqueles bens que podem ser transformados em capital rapidamente. Alguns exemplos são: os produtos em estoque, o dinheiro que a loja possui em caixa e determinadas aplicações financeiras. Dentro da contabilidade, o capital de giro constitui a diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante. Logo ele é as obrigações de pagamento que o pet shop tem a curto prazo, como dívidas com fornecedores ou contas de serviços mensais básicos.

Para que serve essa espécie de ativo circulante

A ideia de capital de giro vem do processo periódico de produção e geração de lucros dentro de uma empresa. O pet shop, no caso, supre seu estoque, vende os acessórios e outras mercadorias, abastece o estoque novamente, vende os produtos, e assim sucessivamente. O capital de giro, entre outras funções, vai possibilitar a realização de suas atividades operacionais. Dessa forma o proprietário pode ter recursos suficientes para cumprir o ciclo de abastecimentos do estoque. O capital de giro vai permitir ainda o pagamento de contas de curto prazo e gerar caixa positivo para a loja.

Faça o controle financeiro do seu pet shop com alguns cliques

A importância de uma boa gestão do capital de giro

Se o gestor traz um montante significativo como capital de giro, vai confiar em sua capacidade para quitar todas as obrigações de curto prazo do empreendimento, bem como para comprar todos os produtos de que precisa para reabastecer o estoque, sem que desequilibre a saúde financeira da loja. O bom resultado no capital de giro permite que o pet shop cumpra bem suas operações, gerando riqueza e mantendo o equilíbrio nas contas.

Como administrar bem seus recursos disponíveis

Antes de mais nada, é importante avaliar a qualidade do capital de giro. É preciso entender qual é o ativo circulante que predomina na sua loja atualmente. Isso porque, se boa parte de seu capital de giro corresponde ao estoque, será importante dinamizar suas ações de vendas e relacionamentos com os clientes, a fim de transformar o capital imobilizado no acervo do pet shop em recursos de ainda maior liquidez. Se o capital de giro estiver baseado nas contas a receber, valeria a pena estabelecer em melhores políticas de cobrança, a fim de reduzir o tempo médio de seus recebimentos. Essas noções vão lhe dar a oportunidade de renunciar os clientes que são maus pagadores e evitar empréstimos desnecessários, por exemplo.

Para que seu pet shop conquiste êxito ainda maior no mercado, é importante ter noção precisa de seu capital de giro e avaliar as ocasiões de investimento adequadamente.

Como é seu capital de giro hoje em dia? Você acha que está aplicando bem os recursos de seu ativo circulante? Comente!

Dicas de para montar um pet shop de sucessos
Manoela

Esse comentário possui 0 respostas

Deixe um comentário

Você pode utilizar esses códigos HTML ou esses atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>